fbpx

Como criar textos e conteúdo para comunicação na web?

Copywriting é uma técnica de comunicação e se eu soubesse disso no verão passado, teria ficado um pouco mais na praia.

Por algum momento achei que era só escrever e, de tanto escrever, descobri que isso não basta, também é necessário ler e, principalmente, aprender. Ao escrever, tinha como foco direto transmitir em palavras todos os atributos e benefícios de um produto, de um serviço, de uma ideia ou mesmo de uma simples informação.

O objetivo era extrair o máximo possível de adjetivos, pronomes e verbos. Praticamente, eu criava um currículo Lattes com descrições, classificações, comparativos e até categorias. Produzia uma bula de remédio ou um manual de instruções: palavras técnicas e pesadas, palavras longas que não despertavam a atenção. Foi nesse momento que percebi que apenas me preocupava em escrever; e escrevia. Formava  frases e amontoava vogais com consoantes procurando um sentido. E esse sentido era só meu.

Quando deixei de olhar o texto e passei a olhar o leitor mais de perto, pude perceber o quanto eu só juntava palavras e não conseguia trazê-lo para perto do meu texto, ou melhor, os leitores passavam longe das minhas linhas – de fonte calibri com tamanho 16 – com uma linguagem exagerada que já no título era  desinteressante e, então, descartada. Nunca me preocupei com o leitor.

Para não cair no mesmo erro, passo aqui algumas dicas de como criar textos para a web.

Primeiro de tudo, entenda seu público, descubra quais as características desse nicho e tenha um objetivo, nada de ser aberto. Promova seu texto para despertar ação, engajamento e interação. Busque levar o leitor a participar do seu texto. Escreva de maneira certa para a pessoa certa.

Transmita emoção logo no título. Aqui devemos capturar a atenção do leitor e tornar o texto uma atração, despertando curiosidade. Simples e acessível, a linguagem precisa ser de fácil compreensão e, principalmente, estar no contexto do leitor. Descreva o mais relevante, rápido, verdadeiramente importante. Traga o leitor para ouvir a sua voz!

Saiba um pouco sobre os erros, clicando aqui.

Copywriting é uma técnica de redação pensada para levar o leitor a tomar alguma ação.

Para manter a técnica de copywriting mais atrativa, vamos utilizar outros elementos em destaque:

  • Crie títulos atrativos para incitar a leitura total do texto;
  • Utilize intertítulos curiosos, envolventes e/ou informativos;
  • Apresente os benefícios, as soluções e/ou as vantagens;
  • Elabore o call to action (CTA) persuasivo.

E nunca esqueça: falar com todo mundo é falar com ninguém. E também, utilizar um modelo de copywriting é uma verdadeira roubada.

Nada de usar modelos prontos, o seu texto precisa ser original, transmitir  emoções e materializar as interações. Conciso e sem clichês, o copywriting precisa possuir uma unidade de linguagem e destacar o que é relevante para o seu leitor – persona.

Quer saber mais sobre público e persona nas redes sociais? Confira nosso artigo sobre o assunto.

Persuadir o leitor – persona – é levar alguém (usuário, cliente, consumidor ou leads) a acreditar, decidir ou aceitar algo.

No copywriting o objetivo primordial é provar ao leitor que o produto ou serviço será benéfico para ele, uma solução para os seus problemas. Escolher as palavras certas é atingir diretamente a decisão do leitor, ajudando-o a compreender de forma mais simples e consciente as qualidades da nossa mensagem.

Uma dica super importante sobre persuasão na construção do copy é utilizar depoimentos, comentários e apresentar números que validem a informação e estimulem a interação.

“Como 95% das pessoas são imitadoras e apenas 5% são iniciadoras, elas são convencidas mais pelas ações dos outros do que por qualquer prova que possamos oferecer.”

Cavett Robert

De forma simples, siga o mestre!

E para escrever de forma clara, concisa e convincente, procure desenvolver a sua própria técnica; leia e releia seu copy.

Um jeito muito bom de criar textos é se inspirar na fórmula 1, 2, 3 e 4. Consiste em dividir sua mensagem em 4 pontos e trabalhar de forma direta, comunicando mensagens relevantes e originais.

Vamos juntos entender essa fórmula?

1 – O que eu trouxe para você?

Apresentação – chamada ou título inicial da informação sobre o serviço, produto e/ou ideia.

Exemplo: Já pensou em escrever textos de alta atratividade que o leitor não se cansa de apreciar?

2 – O que farei por você?

Desmembrar – quais as vantagens do serviço, produto e/ou ideia, e como os benefícios irão solucionar os problemas.

Exemplo: Um texto que atrai o público tem maior capacidade de engajamento e transmite, de forma clara, todos os benefícios do seu produto/serviço.

3 – Quem eu sou?

Informar – os valores da empresa (reputação), a trajetória, as conquistas no mercado, como também o sucesso dos clientes.

Exemplo: Nossa técnica já orientou centenas de profissionais de comunicação na construção de textos que representam um sucesso de vendas. São empresas de seguros, bancos e planos de saúde que conquistam seus clientes com mensagens e palavras certas.

4 – Quais são os próximos passos?

Ação – o momento do CTA; de forma clara, levar o leitor a interagir conforme sua estratégia de marketing e direcioná-lo para os passos seguintes. Avançar! Seguir o jogo!

Exemplo: Quer escrever de maneira fácil e direta? Desenvolver mensagens que deixarão até o seu concorrente com vontade de comprar seus produtos? Vamos começar nosso treino agora! Utilize nosso campo criativo e escreva seu texto. Deixe seu e-mail comigo e, em seguida, enviarei seu texto com a nossa técnica aplicada. Se gostar e eu conseguir fazer com que você leia todo o meu e-mail, aí sim saberá as próximas dicas!

Procure analisar seus textos, pratique e desenvolva seu próprio estilo. E nunca deixe de observar seu leitor, o seu público direciona a construção e a necessidade do vocabulário.

Escreva de forma leve, converse com o leitor, escolhas as melhores palavras, apresente um benefício, argumente e, por fim, revele o caminho para interagir com a sua marca. Obrigado e bons textos!

Bitnami